terça-feira, 31 de agosto de 2010

Meditação da lua nova - Texto extraído do blog Círculo sagrado de visões femininas


Usufruindo da energia da "Lua Negra":


- Fase de meditação. Analisar valores e atitudes, nossas e das pessoas ao redor.
- Conhecimento interior, renovação, gestação.
- A fase final do ciclo oferece uma maior criatividade/conexão.
- A nossa criatividade se transforma em inspiração intensa e em uma necessidade de expressar as reflexões internas.
- Criar um relacionamento profundo com a Fonte Divina. Recriando este relacionamento todo mês nós somos aptas a trazer a paz e a completude que experienciamos em tudo que nós fizermos/faremos através do mês. "

"Diversos vestígios históricos apontam que nas origens da humanidade a consciência do tempo era marcada através do calendário lunar. As 13 lunações e suas fases, já eram conhecidas por sua influência nos ritmos das águas e da terra; do fluxo e refluxo dos mares aos ciclos de plantação e colheita.

Não é de se estranhar que para a maioria desses povos, a lua esteve ligada a atributos femininos, afinal, tanto a fertilidade quando a menstruação, este poder de vida, morte e vida, criação e renovação cíclico presente nas mulheres, era percebido e reverenciado como o elo orgânico e sagrado entre a natureza feminina profunda e a lunar.

Essa conexão fundamental tem sido, embora muitas mulheres não mais as percebam nos dias de hoje, o fio invisível da ancestralidade feminina até os nossos dias. Menosprezá-la ou ignorá-la tem sido um dos principais motivos pelos quais tantas mulheres têm uma relação tão negativa e dolorosa com seus próprios ciclos naturais. Perderam-se, pelos anos de patriarcado, grande parte dos ensinamentos e da sabedoria que deveriam ser transmitidos entre mães e filhas a respeito desta experiência tão importante para qualquer mulher: a história da sua própria maturação sexual e psicológica contada através das fases da lua.

Em tempos onde os valores femininos estão se re-significando e assumindo uma grande importância na construção de nova cultura planetária, abre-se uma grande oportunidade de cura, não apenas para as mulheres, mas também na relação com a natureza e a sociedade.

Práticas diversas de re-conexão com o sagrado feminino, como as meditações lunares, são maneiras muito simples de se restabelecer a harmonia com as águas do ventre e sua natureza emocional, energeticamente vinculado ao chakra svadhistana (umbilical), o centro gerador da emotividade e do desejo, ligado a nossa capacidade de dar e receber afeto".


Muita Luz!

domingo, 29 de agosto de 2010

Uso dos cristais na magia - Programando & limpando seus cristais

Como sabemos, todo cristal tem propriedades que podem ser usadas a nosso favor. E a partir do momento que o adquirimos, elas estão ativas e a nosso favor. No entanto, podemos potencializar essas propriedades, e o fazemos através da programação. Que pode ser definida como sendo a "ordem" que damos ao cristal para que ele trabalhe ao nosso favor.
No entanto, para realizar a programação, primeiramente devemos limpar o cristal. Esse processo é feito com energia natural, pessoal ou até mesmo planetária. E tem como intuito, limpar do cristal a memória anterior, ou até mesmo energias colocadas nele pelo toque das mãos de outras pessoas. 


Quando vou limpar meus cristais, misturo uma quantidade de água de fonte a água de torneira, coloco um pouco de sal grosso dentro e deixo ao sol. Ao colocá-los no recipiente, mentalizo o por que desejo que eles sejam limpos, e os deixo ao ar livre, por cerca de 30 minutos ou tempo que julgo ser o suficiente. Após esse tempo, enxaguo com água de torneira, ou de fonte. E os deixo secar ao sol, perto das plantas. Pronto, estão prontos para serem usados. Faço isso toda a semana com os cristais que ficam na minha mesa de trabalho. Pois diariamente "recebem" energia de outras pessoas, e justamente por isso, devem sempre estar limpos. Essa limpeza já é suficiente, pois eles foram programados anteriormente, e uma programação só é retirada quando você assim quiser, e disser para o cristal. 


Quando vou presentear alguém com um cristal, realizo o ritual de limpeza de maneira diferente.

  • TERRA: Deixo-o enterrado na terra por um dia;
  • ÁGUA: Lavo-o com água,
  • AR: Sopro meu desejo (na hora da programação); Ou uso incenso de sândalo.
  • FOGO: E por fim, "passo" na chama da vela (consagrada somente para essa finalidade). 

Outra maneira de carregar seus cristais com energia planetária, é deixá-los sob a luz da lua, ou até mesmo do sol. Você também pode deixá-los em contato com a terra, enquanto chove, pois a chuva leva a negatividade presente no cristal para a terra. O que é uma limpeza poderosa, envolvendo só a energia natural. Seu cristal estará mais limpo que tudo. Outra maneira de recarregar seus cristais, é a energia reiki, também definida como energia universal.


Programando seus cristais:
Ao programar um cristal, é importante que já tenha claro em mente o motivo pelo qual está programando e energia do cristal para ação. Tendo o objetivo claro, você certamente não se confundirá em suas palavras, e um modo de fazer isso, é escrever no papel. Na programação, procure usar palavras POSITIVAS e no IMPERATIVO. Isso ajudará bastante.

Exemplo: Que esse cristal emane sua energia curadora para fulano...

E um fator importante, é que a pedra escolhida deve ser relacionada ao assunto. Por exemplo, não vai adiantar muito você programar um quartzo verde para a energia da prosperidade. Ele vai trabalhar melhor com a da saúde, é a propriedade do cristal! Portanto, ele estará vibrando energia curadora, e não de prosperidade.
Ao dizer a programação, diga próximo ao cristal, segure-o com as mãos cruzadas, a esquerda por baixo e direita por cima. Ou vice-versa. Conforme sua mão de poder, estará desse modo, colocando sua energia pessoal na programação. Então preciso afirmar que você deve estar bem fisicamente e espiritualmente para realizar esse procedimento. Senão, de nada será útil. 


Um exemplo de programação:
Quartzo verde:
"Que a energia verde e curadora desse quartzo verde, seja expandida aumentada, e permaneça em expansão,  ajudando a (dizer o nome), superar o problema de saúde que está enfrentando. Que a energia verde desse cristal, seja aumentada e proporcione a fulano a calma que ele precise no processo de cura, que esse cristal em contato/ou próximo a fulano proporcione a ele conforto e estabilidade física". 


Vá adequando a programação conforme sua necessidade, ou da pessoa que usará o cristal. Caso prefira, poderá ligar a programação do cristal ao seu cristal mãe, que é geralmente o cristal maior que temos em casa. Assim, sempre que limpar esse cristal e mandar energia para ele, o outro que foi programado, receberá emanações também. Esse método é bem eficaz.


Agora que já sabe como fazer, sempre que comprar um cristal ou pedra, limpe-o antes, pois não sabemos das energias das pessoas que o tiveram em mãos anteriormente. Se não achar necessário, não precisa programar. E se não o fizer, recomendo deixar guardado envolto em um pano escuro, ou ainda dentro de uma pequena caixa de papelão. A propriedade do cristal não deixará de ser emanada, mas também não será direcionada para um fim específico como aconteceria com a programação.


Boa sorte!!!

Florais



Há um tempo atrás fui presenteada com um frasquinho pela minha amiga terapeuta Denise. Veja o Blog, que me disse que ia me ajudar a enfrentar o grande turbilhão de ansiedade que eu estava vivendo. Ela me explicou como tomar, os horários certos, e me disse que era um floral. Bem, o fato é que fiz mesmo a terapia, e senti mudanças muito boas.
Recentemente, vivendo um outro estágio da vida, decidi por conta, comprar um floral (preparação para mudanças). E estou fazendo uso dele há 07 semanas. Logicamente, que entrei em contato com minha amiga Dê, para questioná-la a respeito, e ela me autorizou. E após realizar a compra do meu pequeno frasco, decidi estudar um pouco mais a respeito dos florais. E decidi compartilhar com vocês...
O que são florais? Substâncias com finalidade médica, que extraem a força médica de flores, a partir de um método próprio. Criadas originalmente por Edward Bach (florais de Bach), um médico de formação homeopática. Ou ainda, Essência floral ou elixir floral é a denominação convencional para um preparado natural, geralmente elaborado a partir de flores maduras, plantas ou ainda arbustos ao qual se agrega brandy ou álcool natural como conservante.


Uso:
Antes ao ir ao médico, muitas pessoas eram orientadas a somente tomar os remédios recomendados pelos médicos e realizar o tratamento conforme suas orientações. Não que esteja errado, mas só depois de algumas décadas prá cá que decidiram estudar a origem das doenças, e descobriu-se que muitas delas são de origem emocional. Inclusive o câncer. Dai que entram as terapias alternativas, que em conjunto com o tratamento médico ajudam e muito a cura de diversas doenças, pois se preocupam com a cura e principalmente com a causa. As terapias alternativas, tem esse nome, justamente por "fugir" do contexto médico tradicional. Nessa categoria estão o reiki, a acunputura, a massagem ayuverda, os cristais, os florais, dentre outros.
Portanto, se você decidir fazer uso dos florais, recomendo que antes consulte um terapeuta. Pois ele irá avaliar seu quadro clínico, e certamente indicará o floral certo, que vai lhe ajudar no momento que está passando. A terapia com florais não é recomendada como unica fonte de cura, deve ser feita em acompanhamento com o tratamento clínico.
Se você pesquisar em algum livro sobre florais, ou até mesmo em algum site, vai ver que tem a menção dos 07 corpos que precisam estar em equilíbrio, justamente para evitar que emoções negativas se apoderem e causem danos a saude física ou espiritual. Para relembrar:
Os florais são indicados em situações que o paciente enfrente problemas de saúde ou situações como as citadas abaixo.


  • Mental
  • Emocional
  • Comportamental
  • Períodos de transição
  • Doenças físicas
Quanto ao uso, os florais podem ser usados por pessoas de qualquer idade e sexo e não tem contra-indicação. A pessoa que o usa pode ter algumas reações, mas à essas reações damos o nome de processo de reconhecimento e limpeza. Que o paciente enfrenta no processo de cura normal. Caso seja sensitivo, provavelmente terá insights com mais freqüência, ou então, em determinados dias estará mais suscetível a alterações de humor, ou estará mais sensível. Mas nada que não possa ser "controlado".
As doses diárias são recomendadas pelos terapeutas, e caso compre por conta como eu fiz, siga as instruções que estão na embalagem. Pois, certamente foram feitos testes para chegarem a conclusão que aquela maneira é a correta para alcance dos resultados desejados.


Preparação de florais:
Na preparação dos florais deve-se levar em consideração o período de floração das flores usadas, a estação, o estado de espírito da pessoa que o faz, e claro, a finalidade do floral. Dentre os processos de preparação podemos citar:


Lunar: Usadas flores que tem a floração no período noturno
Solar: Flores que tem a floração realizada no período de primavera e verão.Fervura: Flores com floração nas estações de outono e inverno.


SolarAs flores são colacadas numa cuba de cristal; coloca-se água da fonte até encobri-las; a cuba deve ficar próxima à planta e o sol deve incidir direto sobre as mesmas durante 3 horas. O dia tem que estar totalmente claro, sem nenhuma nuvem, pois o sol não pode ser coberto em nenhum momento.


FervuraAs flores são colocadas numa panela de inox, vidro ou de ágata e, depois, são cobertas com água da fonte e fervidas por 30 minutos. Apaga-se o fogo e deixa-se esfriar perto da planta.
Em ambos os casos, após seus procedimentos, a água é coada e colocada numa garrafa com 50% de brandy e 50% da solução coada. Esta feita a tintura mãe.

Lunar: As flores são colocadas num recipiente de cristal, e ficam durante a noite. E devem ser retiradas antes que levem luz solar.
  • Uma receita de floral:
Hoje, alguns florais estão disponíveis no mercado. No entanto, os que são considerados autênticos, são os que foram desenvolvidos pelo Dr. Edward Bach. E é neles que esse artigo foi inspirado.


Escolha a planta, ou flor de acordo com a necessidade. As pétalas colhidas devem estar em perfeito estado. Elas devem ser colocadas em recipientes de cristal com água natural de fonte (sem antes ter sido tocada pelo homem). Exponha esse recipiente a incidência do sol no local próximo a planta, no período da manhã, por volta de 03 a 04 horas. Após isso, a água deve ser coada e acrescenta-se a mesma quantidade de álcool conservante. 


De acordo com a tabela desenvolvida pelo Dr. Bach, você pode usar um composto de florais, diluídos em uma essência mãe - A flor que irá tratar a doença ou comportamento principal - E depois poderão ser acrescidas outras essências, (o número não deve passar de 06), de acordo com a necessidade do tratamento.


A receita acima pode ser feita com pétalas de verbena. Seria então a essência Vervain. Usada para as pessoas que sempre tem a idéia fixa, e tem rompantes de sempre estarem com a verdade. 


Para as pessoas que sentem medo por razões desconhecidas, deve ser recomendado o uso da essência "Aspen", que tem o choupo na composição. Essa essência tem o processo de preparação por fervura, e a planta tem floração entre os meses de março e abril. Abaixo segue uma das tabelas desenvolvidas pelo Dr. Bach, no tratamento com florais.


Sentimentos:                                               Floral indicado:



MedoRock Rose, Mimulus, Cherry Plum, Aspen, Red Chestnut
IncertezaCerato, Scleranthus, Gentian, Gorse, Hornbeam, Wild Oat
Falta de Interesse no mundo à sua voltaClematis, Honeysuckle, Wild Rose, Olive, White Chestnut, Mustard, Chestnut Bud
SolidãoWater Violet, Impatiens, Heather
Hipersensibilidade aos outrosAgrimony, Centaury, Walnut, Holly
Desalento ou desesperoLarch, Pine, Elm, Sweet Chestnut, Star of Bethlehem, Willow, Oak, Crab Apple
Preocupação exagerada pelo bem-estar dos outrosChicory, Vervain, Vine, Beech, Rock Water



Quem foi Edward Bach?


Nasceu a 24 de setembro de 1886, em Moseley, Inglaterra; cresceu mostrando grande amor pela natureza e um interesse especial em aliviar o sofrimento humano. Reconhecido médico homeopata e patologista em saúde pública, completou sua obra com a descoberta dos "Florais de Bach", em meados de 1930 em Mont Vernon na Inglaterra. Segundo ele, para se recuperar de uma doença, é preciso ter uma mente sã. Os Florais de Bach ajudam a restabelecer um equilíbrio das emoções negativas.
Edward Bach foi um médico de Harley Street, bacteriologista e pesquisador bem conhecido. Identificou 38 estados negativos da mente e criou uma essência floral ou de planta para cada um. Passou os últimos anos de sua vida num pequeno chalé chamado Mount Vernon e foi ali que ele concluiu suas pesquisas. Hoje Mount Vernon é mais conhecido como The Bach Centre (O Centro Bach) e os atuais responsáveis continuam a produzir as tinturas mãe (o primeiro processo na elaboração dos Florais) utilizando em muitos casos os mesmos locais identificados por Dr. Bach nos anos 30.


"A Vida não espera de nós sacrifícios inatingíveis, ela apenas pede que façamos nossa jornada com alegria em nosso Coração e para ser uma benção para todos aqueles que nos rodeiam. Se nós fazemos o mundo melhor com a nossa visita, então nós cumprimos a nossa missão". Dr. Edward Bach.


CURA-TE A TI MESMO!


Bibliografia consultada:
Sites: www.florais.com.br
www.floraisdobem.com.br
www.floraisdebach.org
Livro: Os remédios florais do Dr. Bach


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Vamos ser feliz?



Sei que no dia-dia o stress, o nervosismo muitas das vezes não nos deixam refletir sobre nosso bem-estar, mas  creio que o grande barato da vida é aprender, e (por enquanto), ninguém sabe o verdadeiro segredo da felicidade, mas todos apostam em várias coisas...Abaixo segue uma lista de pequenas atividades que se parar pra pensar dá prá fazer direitinho durante o dia-dia. É só não deixar os "vampiros" se aproximarem de você, acreditar na sua capacidade e voilá! Já tá chegando perto...


Então lá vai...


1. Bom humor
Está certíssimo quem diz que rir é o melhor remédio! Gargalhar, afinal, estimula a liberação de hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar. Também vale dizer que bom humor não significa falta de seriedade - sorrir é, isso sim, uma eficiente maneira de tranquilizar a mente, deixando-a livre para encontrar soluções. 
Alegre-se! Não leve a vida tão a sério, passe mais tempo com pessoas queridas, faça piada de si mesma e de situações desagradáveis.


2. Otimismo
Estimular um olhar positivo eleva a autoestima e a autoconfiança. Claro: quem é otimista se sente capaz de resolver qualquer problema e, portanto, conquista seus desejos mais facilmente. 
O otimismo é fundamental para o desenvolvimento humano, pois melhora o aprendizado de novas lições e a busca por saídas diferentes. Alegre-se! Não importa quão difícil seja uma situação, tenha em mente que você pode vencê-la! Lembrar-se de todas as suas realizações, por exemplo, ajuda a perceber como ultrapassar seus limites.


3. Espiritualidade
Quem duvida que a fé conduz à esperança? Mais do que um comportamento passivo, a espiritualidade a torna confiante, com força suficiente para realizar tudo o que quiser. 
Alegre-se! É importante acreditar em algo superior - seja em Deus, seja no poder do pensamento. Se você já tem fé em algo, envolva-se ainda mais. Participar de trabalhos sociais também é uma ótima maneira para se sentir plena e em contato com o mundo.


4. Amor
Você sabe o quanto é bom amar alguém. Construtivo, esse sentimento faz bem a todos os envolvidos. Por isso, entregue-se a ele! Só não vale esquecer que apenas quem ama a si mesma consegue despertar a mesma emoção em outra pessoa. Tudo começa com amor próprio. 
Alegre-se! Pense duas vezes antes de julgar alguém ou a você mesma. E, mais importante, acredite que você merece, sim, esse sentimento nobre.


5. Saúde
O ditado é certeiro: mente sã, corpo são. Os solitários ou magoados, afinal, comem mais, se movimentam menos e ficam sem disposição alguma para ser feliz. Já quem cuida do corpo consegue facilmente salvar a mente. 
Alegre-se! Além de praticar alguma atividade física, como caminhada num bosque ou numa praça, e investir em uma dieta saudável, permita-se viver o maior número de coisas boas que a vida tem a oferecer. Hábitos simples - como apreciar a natureza e dar um abraço apertado quando cumprimentar alguém querido - já farão muita diferença.


6. Perspectiva
Pensar no futuro não significa vivê-lo antecipadamente. O importante é escolher um caminho e traçar objetivos para chegar ao resultado. Assim fica mais fácil atingir o alvo. Por consequência, a autoconfiança, aquela sensação de "eu sou capaz", aumenta consideravelmente. Alegre-se! Viva o presente, mas não deixe de organizar e criar oportunidades para o futuro. 
O primeiro passo é identificar seu objetivo. Depois, basta seguir em frente mesmo diante de quem a subestima. Aposte todas as fichas em você.


7. Confiança
Todo mundo sonha em ter a sensação de que tudo está e estará sempre bem. Claro que essa segurança absoluta não pode existir todas as horas, mas é preciso acreditar na sua capacidade de se relacionar e de se adequar a novas situações. 
Alegre-se! Para não brecar o avanço do seu destino, tire o pé do freio e arrisque-se. Tenha confiança em suas habilidades, cerque-se de pessoas que façam você se sentir bem e frequente lugares capazes de transmitir mais tranquilidade.


8. Pró-atividade
Quem toma iniciativa chega na frente. Ok, nem sempre é fácil caminhar por onde nunca estiveram, mas o esforço tende a ser incrivelmente recompensador. Alegre-se! Seja nas relações sociais ou profissionais, dê mais vazão aos pensamentos. 
Coloque em prática - ou pelo menos tente - as soluções que passaram por sua cabeça. Em resumo, não boicote a sua criatividade!


9. Coragem
Esse sentimento nos impulsiona a fazer o que queremos, a parar de duvidar da nossa própria capacidade, a nos aventurar por estradas que podem levar a destinos melhores. E não pense que a coragem não deve vir acompanhada do medo: precisamos das duas emoções para ousar na medida perfeita. 
Alegre-se! Geralmente, o medo mora onde existem oportunidades. Quando bater aquele frio na barriga diante de uma situação, enfrente-a. Mesmo que nem tudo saia como imaginou, você terá avançado. 




Prometo tentar todos os dias. E você? 

Beijos encantados!!!


Fonte: "M" de mulher

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Preparos para magia


É na cozinha que produzimos nosso alimento de cada dia, e também nela uma vasta gama de misturas com intuito de realizar magia. Obtidas através de produtos naturais, e obedecendo a preceitos mágicos e ritualísticos, cuja finalidade é proporcionar a potencialidade de cada um deles. 

Óleos essenciais - Obtidos por distilação. São de difícil preparo. São a forma mais concentrada de uma planta e necessitam ser diluídos em óleo base. O óleo essencial não deve ser colocado diretamente sobre a pele, pois pode causar queimaduras.

Pós - Produzidos pela trituaração de materia mineral e vegetal que reduzidos a pó. Permite a atribuição a magia. Somente após a consagração devem ser usados.

Vinagres - Geralmente obtidos pela masseração de ervas e especiarias. Também podem ser usados como óleo. Embora também para muitas outras finalidades. Como limpeza, banimento e exorcismo.

Elixires -  Incluem-se infusão de plantas ou pedras. São elaborados de acordo com a capacidade das ervas e pedras envolvidas, e podem ser ingeridos.

Tintuas -  As tinturas são obtidas pela maseração de uma substância em álcool. Na confecção as tinturas mágicas, podemos usar flores, ervas, madeira e resinas. Sua fabricação é realizada mediante ritual de consagração e seu uso é extenso. Por exemplo, unção de velas e objetos mágicos.

Tintas - São compostos coloridos obtidos através de resina, carvão ou plantas.

Poções - Todo preparo físico que pode ou não ser ingerido. E são preparadas com a junçao de diversos ingredientes, como óleos e ervas.

Incensos - São fabricados a partir de flores, ervas, sementes e resinas. A queima dos incensos deve ser realizada no contexto mágico. De acordo com o rito. É considerada a forma mais prática e simples de realizar magia.


Inspiração: castelo de asgard - blog

domingo, 22 de agosto de 2010

Diferenças entre Wicca e Bruxaria natural

Imagino que quem pratica magia há bastante tempo, saiba das diferenças entre essas duas vertentes. A bruxaria natural e a wicca. Ambas existem há muito tempo, mas recentemente as pessoas vem se descobrindo e desenvolvendo sua espiritualidade atraves de uma dessas duas praticas. Pois conseguem canalizar a necessidade de mudança e de conhecimento através dos ritos e "dogmas" existentes nas duas. Se pararmos para pensar, as diferenças são quase imperceptíveis, mas na realidade existem. Vamos a elas:


"Wicca é uma religião contemporânea neo-pagã e Bruxaria é a prática de magia natural"


  • Wicca

Wicca: Wicca é uma religião neopagã fundamentada nos cultos da fertilidade que se originaram na Europa Antiga. O bruxo inglês Gerald B. Gardner impulsionou o renascimento do culto, com o nome de Wicca, junto com outros bruxos e bruxas, em meados dos anos 40 e 50.

Na wicca, comemora-se a roda do ano. E isso todas as tradições o fazem. A essas comemorações damos o nome de Sabaths. São 08 rituais realizados ao longo do ano. Que comemoram a colheita, a recuperação da natureza após o inverno, e a preparação da terra para as novas sementes. Na wicca também são comemorados os esbaths. Ritos em comemoração as mudanças de fases da lua.

A wicca se baseia no princípio da dualidade. São a deusa e o deus juntos que geram o equilíbrio da terra. Quem não lembra da cena do filme as brumas de Avalon, onde Morgana chega na casa de Viviane em Avalon e ela mostra a pintura na parede retratando exatamente isso. Que os dois devem estar juntos para que haja o equilíbrio e a terra continue a dar seus frutos.

As divindades da wicca não são especificamente de um panteão. Por exemplo o celta. Elas podem ser cultuadas, mas vejo muitos rituais com diversas divindades gregas, egípcias e também hindus.

Os instrumentos mágicos usados em wicca nem sempre são os mesmos usados na prática da bruxaria natural. Um exemplo que podemos citar é o athame. Na bruxaria natural não se faz necessário o uso desse instrumento.

Para ser um wiccano, você precisa ser iniciado em uma das tradições. Porém, primeiro, você precisa passar pelo período de dedicação, onde você ficará durante 13 meses praticando os ritos da roda do ano, e os esbaths. Após esse período, você será apresentado para as divindades como um iniciado na arte. Esse é considerado o período mais que suficiente para que você tenha o entendimento da tradição que deseja seguir, e se é realmente esse caminho que deseja para sua vida. Para informações sobre as tradições clique aqui

  • Bruxaria natural

A palavra Bruxaria, segundo o uso corrente da língua portuguesa, 

"designa as faculdades sobrenaturais de uma pessoa, que geralmente se utiliza de ritos mágicos. É também utilizada como sinônimo de curandeirismo e prática oracular, bem como de feitiçaria".

A bruxaria natural é tão antiga quanto a religião de wicca. Não tem data certa do início de sua prática.

Na bruxaria natural, não é prestado culto a divindades. A crença de deus e da deusa como gaia, mãe terra, é o que precede qualquer rito. 

As comemorações realizadas pelos adeptos da bruxaria natural não envolvem a roda do ano. Muitos o fazem, pois não não há restrições. E os alimentos que recebemos de nossa mãe terra, devem ser agradecidos SEMPRE. No entanto, não é obrigatoriedade a realização dos sabaths, da forma que o é na wicca. 

Na bruxaria natural, assim como na wicca, os esbaths são comemorados. É costume rituais que envolvam projetos pessoais ou de família. A queima de pedidos no caldeirão, a magia com nós, o uso de banhos para limpeza e purificação, etc.

Os instrumentos mágicos da bruxaria natural, não precisam ser comprados. Da própria natureza, você "retira" o que precisa para suas magias. 

Vejo muitos "bruxos e (bruxas) naturais" fazerem ritos com divindades. Mas também os vejo simplesmente praticar a magia crendo na força maior. Assim como na wicca, não há regras sobre com qual divindade deve ou não trabalhar. Vai da intuição da bruxa (o).

Como na bruxaria natural, não são cultuadas divindades. Ela pode ser definida como sendo uma filosofia de vida, e não uma religião.

  • Similaridades:

A bruxaria natural assim como a wicca, pratica a magia natural, que envolve o uso de ervas, pedras, e a magia elemental.

A bruxaria natural prega que você em tempo algum deve interferir no livre arbítrio. A wicca segue o dogma da arte que prega o seguinte: "Faça o que quiser, desde que não faça mal a nada ou a ninguém". Ou ainda fala da lei triplice, que diz que tudo o que você fizer, de bom ou ruim, retorno o triplo para você.

Bruxos e wiccanos NÃO realizam sacrifício de animais ou culto a magia negra.

TODOS tem consciência ecológica desenvolvida, e ciência do papel de cada um em relação a preservação do planeta.

É importante saber das diferenças até por que muitas pessoas estão sempre criticando a magia em si, sendo wicca ou natural. Sabendo disso, talvez as criticas não sejam amenizadas, mas certamente você terá mais argumento caso alguém o critique. Claro que o propósito não é gerar uma discussão. O blog como diz a descrição, foi criado para compartilhar conhecimento acima de tudo. Portanto, espero ter ajudado.

Independente de ser wiccano (a), ou bruxa (o). Devemos ter a consciência de que somos responsáveis pelos nossos atos. E o fato de termos entendimento sobre assuntos que a grande maioria não tem, isso nos torna diferentes. Não por saber da magia, ou realizá-la constantemente, mas sim de passar o conhecimento a frente.  Proporcionando a liberdade de escolha aos nossos amigos e parentes. Auxiliando no processo de escolha, sem interferir de modo negativo ou positivo. Uma bruxa verdadeira, jamais deve achar que sabe mais que outros. Sendo esses bruxos ou não. Creio que estamos aqui para um plano e missão maior. O fato de sermos bruxas, não nos torna melhor, ou nos tira de determinada situação, só nos torna mais preparadas para enfrentá-las.

Isso nos torna responsáveis e nos chama ao grande compromisso com a grande mãe gaia. Na defesa de nossa casa, nosso planeta. Portanto, cada vez que fizer um ritual, em comemoração a lua, ou para algo que deseje, agradeça a deus, ao universo pela sabedoria que chegou até você, pelos seus mentores, e seus dons despertos. E sempre que possível realize rituais cujo propósito seja emanar energia positiva para a terra, (o reiki é bastante usado para isso) que está passando por um processo de transformação muito forte e tenso. 

Somos bruxas (os), independente de sermos wiccano (as), ou não. Somos conscientes de nossa responsabilidade para com nossa família, portanto também devemos ser para com o mundo.

Pense nisso. Boa semana à todos!!!

Ametista


Bibliografias sugeridas:
Wicca:
Wicca, a religião da deusa - Claudiney Prietro

Bruxaria natural:
Magia natural -  rituais e encantamentos na tradição mágica - Scott Cunningham

sábado, 21 de agosto de 2010

Pensando em nuvens


Desejo recuperar nos arquivos de minha memória perdida...Em partes da minha infancia querida..Onde não havia preocupações, medos ou angústias...
Onde eu passava as tardes deitada na grama, vendo cavalos, elefantes em nuvens...buscava flores no jardim.
Recuperar o que está perdido dentro de mim
Reencontrar o que deve estar dentro
Esse é o mundo da descoberta onde, do quando e do por que
Mas pra que?
Vejo o rosto no lago, as folhas balançam ao sopro do vento...
As flores falam comigo e caem..
Ei você!
Estava lhe esperando...Elas dizem.
No meu sonho, eu vi que tinha um mundo diferente dentro de mim, aguardando o medo sair prá só depois se aproximar...
Boboletas que voam...
árvores que chamam...
Flores que cheiram...
Pássaros que cantam.
Vou dormir e sonhar com o mundo novo a sair, com a luz a chegar. E nele eu sei estarão pessoas de bom coração que aprenderão a sonhar. E no meu sonho terão verdes mares e florestas.
E nuvens azuis com cavalos alados a cavalgar.

Ametista.

Pós Mágicos



Os pós mágicos estão presentes na magia de diversas maneiras. Usamos para "untar" velas, soprar sortilégios ou ainda polvilhar por sobre algum objeto mágico que desejamos potencializar. Dentre os diversos tipos, temos apenas que escolher qual deles iremos usar, de acordo com a necessidade.

Os pós mágicos em geral são feitos de ervas, resinas ou madeira triturada. Mas você pode também criar os seus. Por exemplo, nada impede que ao usar um talco de rosas especificamente, você não o transforme num pó do amor por exemplo. Tudo o que você tem que fazer talvez seja misturar algumas ervas a ele e consagrar ou encantar. Sim, pois um objeto mágico, nada será além de um simples objeto se não tiver a ação de uma consagração ou encantamento sobre ele.


Como usar seus pós mágicos:

Polvilhar
Polvilhar consiste em espalhar um pouco do pó em cima de algo que deseje consagrar ou encantar. Por exemplo, você pode espalhar um pó de limpeza nos cantos de sua casa, desejando que ela seja protegida de todo e qualquer inimigo. Ou ainda, em sua caixa registradora. Caso tenha algum comércio. E também na consagração de objetos mágicos.

Incenso
Os pós mágicos podem ser queimados como incenso, dentro do caldeirão ou em carvão.

Unção:
Ao usar pós mágicos em velas, recomenda-se que primeiramente você as unte com óleo de sua preferência, e depois pode espalhar um pouco do pós em suas mãos, ou em uma folha e passar a vela por cima. Nessa prática você pode por exemplo, escrever em um papel alguns encantamentos em rúnico ou outro alfabeto de sua preferência. Espalhar o pó por cima e depois passar a vela, mentalizando a conquista que deseja.

Os pós podem ou não ser comestíveis. Se forem, deve ser misturados a comida. Um exemplo disso, é a canela. Além dela você pode usar seus condimentos para realização da fabricação de seus pós mágicos.

Além dessas utilidades, você pode usar seus pós mágicos na confecção de talismãs e amuletos. 

Algumas receitas:

Pó de limpeza:

  • Arruda
  • Sal de cozinha
  • Alecrim seco
Triture as ervas, ou massere em pilão. Após isso, junte o sal. 
Use-o na limpeza de sua casa ou de outro ambiente que desejar;


Pó da prosperidade:
  • Canela em pó
  • Glitter dourado
  • Pétalas de rosa amarela
  • Folhas de louro
Amasse as pétalas das rosas até que fiquem bem pequenas. Faça o mesmo com as folhas de louro. Junte com a canela. E por fim polvilhe o Glitter em cima. 

Onde guardar os pós.

Os pós assim que fabricados, deverão ser mantidos em potes de vidros fechados hermeticamente. O vidro é o mais indicado, pois você pode ver claramente o que tem dentro e além do mais, ele não solta cheiro, portanto seu pó mágico não sofrerá nenhuma alteração. Mas se puder etiquetar, também lhe ajudará na hora de usar. Caso tenha alguma caixa, os ponha dentro. Não aconselho deixar no altar. Sugiro que compre uma caixa dessas feitas em lojas de artesanato, (se puder pintar melhor ainda) consagre-a e deixe-os dentro. Estarão protegidos da ação forte da luz, e bem de fácil acesso.

Sugiro manter um pequeno estoque com ervas e pós que mais usa. Ou ainda presenteia. Minhas ervas, as guardo em numa caixa pintada por mim. Assim, sempre que desejo uma erva para fazer um banho ou uma receita tenho sempre. E não corro o risco de ficar sem.

Não podemos deixar de citar, que se observar o calendário lunar na fabricação de seus pós mágicos, terão uma "ajudinha" a mais. Portanto, vamos lembrar das fases da lua:
  • Crescente: Usada para projetos e rituais que envolvam aumento de dinheiro ou algo que você queira que dure. 
  • Minguante: Excelente para limpeza, ou fim de projetos e ações que não trazem benefício algum para você. 
  • Nova: A lua do renascimento. Também conhecida por muitos como a lua negra. Trabalhe com ela contanto que não seja forte demais o ritual. E nessa fase, devemos estar mais que atentas a lua fora de curso. Pois ela pode interferir e MUITO para que nosso feitiço não tenha o fim que desejamos.
  • Cheia: A lua dos amantes. Nessa fase, você pode realizar rituais que envolvam amor, ou algo que deseje que dure, que sua vida seja cheia, como por exemplo. Saúde.
Boa sorte!

Benzedeiras - Medicina popular


Bem, antes de escrever o post, vou fazer um breve relato de como veio a decisão de fazê-lo. Em um dia de manhã, normal como os outros cordei com a palavra rezadeiras na cabeça. Parei, e fiquei pensando, não me recordei de nenhum sonho. Isso aconteceu na quarta-feira, dia 18. A verdade é que a maioria dos artigos que posto aqui seguem uma ordem parecida, vem a mente, e posto. Mas também decido compartilhar o que leio em livros por exemplo. Mas vamos ao artigo.

Imagino que talvez não se lembre, mas é bem possível que sua mãe já a (o) levou em uma benzedeira quando você era pequena (o). As mães sempre o fazem, ou por que você não comia, não brincava com os (as) coleguinhas, enfim. O que poderia ser interpretado como mau olhado, ou quebranto.O fato é que essa sabedoria antiga esteve sempre presente em nossas vidas. E em algumas regiões do Brasil por exemplo, as mães não levam seus filhos ao médico antes de passar na benzedeira, devido a confiança que elas despertam na população. Isso se chama medicina popular, assunto antes nem debatido pelos médicos, e que hoje despertam interesse acadêmicos em pesquisas e estudos. Pois elas curam males do corpo e do espírito. E como sabemos, muitas das doenças físicas, são de origem emocional.

Vou contar mais uma história. Em minha família também temos benzedeiras, a minha avó materna por exemplo. A princípio ela só benzia crianças, pois ela contava que pela inocência dos pequenos, ela não ficava tão "carregada" de energias. E só depois de um tempo, ela passou a benzer adultos também. E a minha outra avó materna (mãe da minha madastra), também era benzedeira. De adultos e crianças. E mais outras duas tias avós. Todas as que conheço, são católicas, mas já que estamos falando de benzimentos, gostaria de citar que na religião de umbanda também temos esse procedimento de cura, com a diferença da benzedura ser feita pelo espírito que está no corpo da matéria. Mas ainda assim é um benzimento.

A maioria dessas mulheres não iniciam a prática por que decidem, e sim pelo chamado divino ou até mesmo de uma extrema necessidade. Que segunda elas, não vem "a toa". O conhecimento é passado de geração em geração, mas além disso há também o dom natural. Segundo o dicionário, a palavra benzer vem de fazer a cruz. E é com esse símbolo que a maioria delas senão todas, iniciam a reza.

É comum que as ervas sejam usadas para tal procedimento, no entanto, já vi rosários, e também os chamados "cordão de São Francisco". Usados com o intuito de desatar os obstáculos que o consulente pode estar enfrentando.

Dentre as ervas podemos citar a arruda, o alecrim, o elevante, o guiné. Pelas propriedades de cada uma delas, de limpar a energia negativa. Ou ainda alguma erva que a benzedeira use somente para esse fim. A minha avó por exemplo, usava a folha da mamona. Das que vi, sempre três folhas. Em representação da trindade santa. O pai, o filho e o espírito santo. E quando o consulente está "carregado", as olhas murcham. E para o próximo benzimento, serão usadas novas folhas. As benzedeiras em geral, não fazem distinção entre idade, raça, sexo ou posição social. Apenas dizem que são instrumentos da força maior e que se a pessoa for benzida e não acreditar, nada poderá ser feito. Mas o acreditar, dizem elas é na "força maió que é Deus nosso pai". 

Te curo de carne quebrada, torna te a soldar.
Nervo torto torna a seu lugar.
Nervo que retorceste, Deus que te põe onde nasceste.
Eu que te benzo. Deus que te sare.
Onde eu ponho as minhas mãos, Nossa Senhora dá santidade.
Deus queira curar esta quebradura,
esta rendidura que esse pobre enfermo tem
Seja pelo amor de Deus, seja tudo. Amém.

Dentre os costumes seguidos por essas sábias avós, estão também o fato de enrrolarem em panos brancos, os pedidos dos consulentes. Ou em cordões, que ficam em um lugar específico no altar. É comum também que prescrevam banhos e defumações para serem feitas, ou ainda a prática de acender a vela para o anjo da guarda. Ou santo da crença do consulente. A reza é feita de coração, e não se cobra nada, pois segundo elas o dom foi dado de bom grado pelo criador, portanto elas não se vem no direito de cobrar.

Benzedeiras guardiãs - Martinho da Vila

As rezadeiras usam
Águas da chuva e do rio
Curam as dores do corpo
Cisco no olho, espinhela caída

As benzedeiras vão
Com fé na oração
Curando nossas feridas
Como obaluaê

As rezadeiras quebram
Quebranto, mal olhado
Males que vem dos ares
Nervos torcidos, ventres virados

As benzedeiras são
As estrelas das manhãs
As nossas anciãs
Nanãs buruguêis

Afastam a inveja
E o mal olhado
Com suas forças
Com suas crenças
Com suas mentes sãs

As rezadeiras são
As nossas guardiãs
Por dias, noites, manhãs
Nanãs

Estaca canção é uma oração
Para as benzedeiras
Do coração mando este som
Para as rezadeiras

As rezadeiras são
As nossas guardiãs
Por dias, noites, manhãs
Nanãs

A sabedoria por elas adquiridas não está em livros, está na simplicidade de querer ajudar aos outros sem ter muito, apenas o amor e a caridade são suficientes. Creio que na realidade atual falta isso, a simplicidade de querer ajudar, sem se mostrar para os outros. Somente pelo fato de seguir o mandamento. Amai aos outros como a si mesmo. Já conta.

Pense a respeito.

O caminho do mago

1ª Lição – Existe um mago dentro de todos nós. Esse mago tudo vê e tudo sabe. O mago está além dos opostos da luz e das trevas, do bem e do mal, do prazer e da dor. Tudo o que o mago vê tem suas raízes no mundo invisível. A natureza reflete o estado de alma do mago. O Corpo e a mente podem adormecer, mas o mago está sempre desperto. O Mago possui o segredo da imortalidade.

2ª Lição – A volta da magia só pode acontecer com o retorno da inocência. A essência do mago é a transformação.
3ª Lição – O Mago observa o mundo ir e vir, mas sua alma habita as esferas de luz. Seu corpo é apenas o lugar que suas memórias chamam de lar.
4ª Lição – Quem sou eu? É a única pergunta que vale a pena ser feita e a única que jamais é respondida. É seu destino desempenhar uma série de papéis, mas esses papéis não é você.
5ª Lição – Os magos não acreditam na morte. A luz da consciência, tudo está vivo. Não existem inícios ou fins. As moléculas se dissolvem e se extinguem, mas a consciência sobrevive à morte da matéria na qual ela viaja.
6ª Lição – A consciência do mago existe em toda parte.
7ª Lição – Quando a sua percepção for purificada, você começará a enxergar o mundo invisível – o mundo do mago. Purificar-se consiste em livrar-se das toxinas da sua vida: emoções tóxicas, pensamentos tóxicos e relacionamentos tóxicos.


8ª Lição – O Poder do mago é o poder do amor, todos os outros poderes são destrutivos.
9ª Lição – O Mago vive num estado de conhecimento. Esse conhecimento é sua própria realização.
10ª Lição – Todos temos um eu-sombra que é parte de nossa realidade total, quando a sombra é curada se transforma em amor.
11ª Lição – O Mago é mestre na transformação, em busca da perfeição.
12ª Lição – A Sabedoria está viva, a incerteza que você sente interiormente é a porta de entrada para a sabedoria.
13ª Lição – A realidade de sua experiência é uma imagem especular dos seus pensamentos e expectativas.
14ª Lição – Os magos não lamentam as perdas, porque a única coisa que pode ser perdida é o irreal.
15ª Lição – O amor é mais que uma emoção, é uma força da natureza e, portanto tem que conter a verdade. O amor mais puro está onde é menos esperado, no desapego.
16ª Lição – Existem infinitas esferas de consciência, o mago sabe que existe simultaneamente em todas.
17ª Lição – Os buscadores nunca se perdem, pois recebem continuamente orientações espirituais que as pessoas chamam de coincidências. Não existem coincidências para os magos, cada acontecimento revela um plano espiritual Divino.
18ª Lição – A imortalidade da alma deve ser vivida hoje na mortalidade do corpo. O Mago tem consciência da batalha entre o ego e o espírito, mas sabe que ambos são imortais.
19ª Lição – Os magos não condenam os desejos, sabe que são sementes para germinar. Ensinam que você deve acalentar os desejos do seu coração por mais triviais que sejam, pois o conduzirão a Deus.
20ª Lição – O Maior bem que você pode fazer ao mundo é tornar-se um mago.
Deepak Chopra

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Consagração & Encantamento




Consagração


A Consagração é definida  pelo dicionário como “consagrar formalmente a uma finalidade religiosa ou divina.” Ou seja, determinar para qual divindade o objeto sera dedicado, e portanto a divindade que ira reger a energia dele.
É comum que antes de iniciarmos o uso de determinado objeto magico, realizarmos a consagracao do objeto para conferir forca e poder ao mesmo. Possibilitando também maior protecao a quem vai usa-lo.
Portanto, a consagração ou purificação deve ser praticada antes de qualquer ferramenta ser utilizada na prática de bruxaria.
Um exemplo de consagração:
Prepare um espaço reservado em seu altar, e os seguintes elementos:

  • Vela - Fogo
  • Incenso - Ar
  • Sal grosso - Terra
  • Água de fonte

Passe o objeto dentro do sal grosso para que ele seja limpo das energias e memorias anteriores; Pedindo que ele seja limpo e purificado a serviço da luz.
Após acender o inceso, defume o objeto com ele. Pedindo que os poderes do ar lhe confira sabedoria ao usá-lo. Para que seja para o bem e justiça maior.
Molhe o na agua. Pedindo que sua alma e seus sentimentos estejam em equilibrio ao usá-lo.
Por fim, passe-o no fogo, pedindo que ela seja agente renovador e transformador. Em seus rituais. 
Feito isso, eleve seu pensamento para deus, ou uma egrégora que desejar, para que eles junto com as forcas da natureza consagrem esse instrumento, que voce usara para a luz e para o bem. A partir de então, o instrumento somente podera ser usado para fins magicos. E caso haja uso fora disso, ou ainda o mau uso. Deverá ser consagrado novamente. 


Encantamento 
O encantamento é um ritual de palavras elaboradas cuja finalidade é conferir poder a um objeto mágico. 
Diferente da consagracao, no encantamento a bruxa usa seu poder pessoal, junto com o desejo ou necessidade. Para conferir poder ao instrumento, objeto ou talismã. Mas pode também contar com o auxílio de outras energias como por exemplo, a elemental. Importante é consagrar todo e qualquer talismã ou amuleto para que ele tenha o poder necessário de ajudá-la no seu desejo.


Boa sorte!

domingo, 15 de agosto de 2010

Foto Chuva de meteoro - Sexta feira 13


E ainda dizem que o dia é de azar, veja só essa foto! Depois de um dia de trabalho...fala se não é SORTE GRANDE!

Mandala de tarot


Segue mais um ritual elaborado por mim, usando os arcanos do tarot. É uma mandala que você pode fazer para trazer algo para sua vida, para revelar, ou tirar algo que não queira mais. Eu a fiz para revelaçoes e para retirada de coisas que me incomodavam. Lembrando que o tarot por si não realiza as mudanças. Ele te dá o diorecionamento, o resto é com você. Vamos a ele:

Você vai precisar de:

  • Fogo Sagrado
  • Caldeirão
  • Incenso de seu gosto
  • Vela
  • Do baralho de tarot completo
  • Pedras
* Se quiser, pode usar cristal ou ametista.

 Caso seu altar seja grande, você poderá preparar sua mandala nele. O meu não é. Então, preparei no chão. Há quem diga que o tarot não pode ser colocado no chão. E de fato não deve. Mas no meu caso eu coloquei por sobre dois tecidos. Portanto, as cartas não chegaram a tocar o chão.

Enquanto prepara o tecido para disponibilizar as cartas. Mentalize seu objetivo. Para que a mandala ira trabalhar.

Disponibilize então o caldeirão no meio, a vela a sua frente, os cristais em cada lado, junto com os incensos. Acenda a vela. E já deixe o fogo sagrado preparado em seu caldeirão.

Embaralhe seu tarot e dele tire 09 cartas. Se quiser, pode cortar em três antes de escolher as cartas. Caso não queira, sem problemas. Não é necessário.

Lembrando que escolhi o numero 09. Mas você pode escolher qualquer outro. Desde que relacionado a sua necessidade. E importante: Caso a mandala seja para retirada de algo. É importante que a escolha das cartas e a colocação no círculo seja em sentido anti-horário. Caso seja para trazer algo, em sentido horário.

Bem, depois que se concentrar em seu objetivo. Acenda o fogo sagrado e vá desvirando as cartas, de acordo com as direções mencionadas acima. Terminando de virar fique sentada em frente ao fogo sagrado, vendo a chama e mentalizando seu objetivo. Visualize a mudança sendo realizada em sua vida. Veja-se sendo purificada pelo fogo, e renovada pela chama que crepita...Feche os olhos, se veja na nova situação desejada. Fique assim em posiçao confortável até que o fogo se extinga. Feito isso. Agradeça, e guarde seu tarot.

Permaneça na energia boa do ritual. Embora muitas vezes nos perdemos nessa correria do dia-dia. Mas tente acima de tudo manter o equilíbrio. Aguarde respostas, e não se preocupe se ocorrer coisas que de repente não esperava. Lembre-se você pediu por mudanças, e preparação para elas, então aceite.

Espere com sabedoria, e aguarde respostas, no meu caso elas vieram e foram confirmadas. Eu fiquei um pouco chateada, pois tem pessoas que prejudicam mesmo. E isso é triste. Mas enfim, o que importa é que as respostas continuam a vir...e a roda a girar!

Boa sorte!