Pesquisar

Carregando...

domingo, 25 de setembro de 2011

A magia das fitas ciganas

Quando falamos em ciganos, falamos em cores, alegria, encanto, magia, sedução... E todo o misticismo que envolve essa cultura maravilhosa, e que ainda é vítima de preconceitos bobos. Pois bem, vamos falar sobre a magia das fitas, e como elas são usadas pelos ciganos e ciganas.

Fita Amarela: Traz prosperidade, equilibra a mente, traz inovação de idéias.
Fita Azul Clara: Proporciona serenidade, segurança e confiança, equilíbrio emocional e proteção.
Fita Vermelha: Desperta a coragem, a determinação, o entusiasmo e a paixão. Equilibra os relacionamentos.
Fita Verde: Cura física e espiritual.
Fita Dourada: Usada em trabalhos de prosperidade, traz a riqueza
Fita Azul Royal: Proteção
Fita Rosa: Promove a auto-estima, a aceitação de si, promove o amor universal. Equilibra as emoções.
Fita Laranja: Entusiasmo e alegria.
Fita Violeta: Transmutação
Fita Marrom: Traz a realidade prática da vida. Promove aterramento.

Da próxima vez que vir uma cigana faceira dançar com seu pandeiro, e ver as fitas. Saiba que ela naquele momento ativa todas as forças da natureza para que a magia se realize no agitar do pandeiro e das fitas.

Magia com fitas:

Essa é uma magia simples que você pode fazer para atrair proteção, coragem e força no propósito que deseja.
Pegue duas velas, uma vermelha e uma azul royal. Amarre ambas com uma fita de setim vermelho (daquelas fininhas). Coloque ambas em um pires ou no seu tacho cigano, desembainhe seu punhal e coloque próximo a elas. Consagre aos ciganos de luz e peça que Santa Sara te proteja para que você alcance o que deseja.Reze 03 ave marias e acenda as velas. Se quiser, embaixo delas coloque escrito num papel branco e sem pauta o seu pedido.

Bibliografia consultada: Clãs ciganos de luz do astral - Marcelo Ruiz e Solange Magrin Ruiz


A primavera chegou!!!!!


Beijos encantados,

Ametista

sábado, 17 de setembro de 2011

Mystic Fair

Já estamos nos preparando para a próxima Mystic Fair. Sei que será em outubro, mas até lá temos bastante coisas prá organizar....

Essa é a segunda edição do evento. E como no ano passado, os participantes poderão acompanhar algumas palestras relacionadas a esoterismo, workshops e vivências. Além dos expositores e seus trabalhos. Acessando o site, você consegue ter detalhes da programação, e inclusive fotos da feira do ano passado. 

A feira será nos dias 08 e 09 de Outubro. No horário das 10h às 22h. A entrada é R$10,00. Mas estudantes com carteirinha, idosos acima de 60 e crianças de até 12 anos pagam meia.

Nos encontramos lá!!!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Um pouco de reflexão...E 10 de espadas.

Dia desses publiquei no blog do meu amigo mago um artigo que fala sobre viver a tristeza. E ontem eu tive que fazer isso... E agora compartilhando esse assunto com vocês me veio outro assunto a mente... Não sei se comentei que foi não foi, tenho alguns insights. E que nem sempre sei do que se trata. Fico martelando, martelando e somente quando eu paro e me desligo de tudo, é que me vem o que eu preciso saber. 


Bem, o fato é que coinscidentemente a carta 10 de espadas deu o ar da graça. E acho que já comentei também que na magia (e acho que em tudo na vida). Não há coinscidências. Pois bem, estava eu na fila de uma balada, linda e fantasiada de espanhola e eis que na calçada, a minha frente estava essa carta. Hum, pensei. 10 de espadas... Passei por cima dela. 

No dia seguinte, indo a casa da minha prima para uma de nossas tardes de conversa. Tomamos chá, conversamos e jogamos baralho. Eis que a primeira carta que tiro para coringa é tchanam! O 10 de espadas... Hum... Pensamentos ativos e guardados na mente. Aguardando novas orientações. Pensei.


Sempre que realizo uma tirada e me vem uma carta de espadas, ela sempre dá um tapa. Um acooooooorda meninaaaaa!!!! Ou ainda me diz: Olha só. Tá vendo isso aqui. Tá cortado, ou então, toma cuidado com isso e aquilo outro, por que pode ser que não saia do jeito que você quer ou pediu.
Quando vi a carta, a primeira sensação foi: Lá vem a onda. E salve minha mãe Yemanjá!!!
Por isso que comecei o post já falando do momento de curtir a tristeza... Mas ele já tá acabando. Eu acabo linkando as coisas. É automático... rsrsrsrs. 

Quando as ondas vem e vão. Nunca deixam as coisas no lugar. Você fica meio desustrutado, com a base balançada. Mas ela leva algumas coisas e te traz outras. E é isso que eu sinto. Uma onda mandada por minha amada mãe Yemanjá cujo propósito é limpar e descartar tudo o que eu não preciso, tudo o que precisa ser renovado e retirado, limpado etc e tal.

Odoiá minha mãe!!!

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Vivendo a magia

A maioria das pessoas bruxas ou não acham que para viver a magia precisam realizar feitiços ou rituais diariamente, usar vestimentas pretas, e se portar de um modo que chame a atenção da sociedade para si... Mas não é nada disso...

E alguns dos novos bruxos (ainda não despertados, ou com não conhecimento), manifestam-se através das vestimentas, acessórios e comportamentos. Alguns deles também acreditam que para ser um bruxo (a) de verdade necessitam de rituais e feitiços diários... Fazer o que?

A maioria das tribos usa a roupa e os assessórios para se expressar. E não seria tão diferente com as bruxas... Mas asseguro que somente a vestimenta nada indica. É comum encontrarmos pessoas mais e mais desequilibradas no que diz respeito a magia, devido ao fato de confundirem o que de fato é magia com as brincadeiras que existem por ai. Então alem de embalagem, tem que ter conteúdo.
Já diz o ditado que quem realmente é, não sai alardeando por ai. Simplesmente é e ponto! Entre nós bruxas não deve ser muito diferente não.

Confesso que prá mim seria maravilhoso apenas acordar colocar uma das minhas saias rodadas, e sair a procurar ervas, ou simplesmente cultivá-las num amplo jardim. Ou ainda apenas cuidar de administrar os afazeres domésticos e cozinhar... hummmm!!!!!

Mas verdadeiramente, o que seria viver diariamente a magia?

Imagino que uma série de fatos pode ser a resposta.

Sei que já falamos disso no blog, sobre realizar e não realizar feitiços e rituais para outras pessoas... Isso também faz parte do equilíbrio. E é o equilíbrio que nos proporciona dias felizes e harmoniosos com a família. E prá mim, já é uma forma de viver a magia diariamente.

Deixar sua casa cheia de plantas bonitas que podem ser usadas alem do aspecto de decoração, se empenhar em deixar um jardim bem cuidado, perfumado e bonito.

Espalhar cristais pela casa, decorar a sala com mandalas, flores e sino dos ventos... Colocar ervas secas na cozinha e sentir o aroma delicioso delas enquanto prepara uma deliciosa refeição...Colocar saches perfumados nos banheiros, nos guarda-roupas, armários e etc.

Sua casa é um templo, e te protege da chuva, te guarda. Acho mais que legal enchê-la de mimos... E sabia que nem fica tão caro assim??!! Você pode ir a feiras de artesanatos, brechós de móveis e decoração, que certamente você encontrará coisas bacanas, e sinceramente, nós bruxas não precisamos de muito para deixar um local com a nossa cara não é? E se não achamos algo que queremos. Customizamos pra ficar do nosso jeito. Pronto.

E posso responder a pergunta acima dizendo que viver a magia no dia-dia é ter consciência da importância da natureza e que do seu equilíbrio vem o ar que respiramos, a água que bebemos, a terra que cultivamos, o fogo que cozinhamos nosso alimento e o fruto que comemos.

Usar isso a seu favor é uma maneira de agradecer A grande mãe pelos presentes diários que recebemos. Pela lua que ilumina e encanta as noites. E pelo sol que brilha e ilumina nossos dias.

Muita luz!