Pesquisar

Carregando...

domingo, 21 de agosto de 2011

Sabonete ou ervas?

Quem tem a banheira, usa sais, ou despeja um pouco de banho/poção  para fazer o banho de imersão... Agora quem não tem. Resta o chuveiro mesmo. Mas ainda bem que tem os sabonetes!
  
Começo com uma questão que naturalmente muitos já tem a resposta. A erva, de fato é melhor. No entanto, se você não consegui-la de jeito algum, o sabonete pode em alguns casos substituí-la, e muito bem eu diria...


No mercado tem uma variedade grande de sabonetes cuja composição tenha ervas, ou essência de. E além dos industrializados, tem também os artesanais, que em muitas das vezes, tem a própria erva dentro. O que deixa um aspecto visual muito mais agradável...


Bem, se você tiver alguma dificuldade de encontrar alguma erva, e quiser usar o sabonete, você poderá fazer um simples ritual de consagração com esse ele, e deixá-lo numa saboneteira separada e usar somente para banhos mágicos mesmo. 


A consagração pode ser feita no mesmo "molde" que a consagração do banho com ervas. E ao decidir comprar um sabonete para essa finalidade, compre um cuja erva realize o que você precisa. Bom, até ai fácil fácil...


Mas onde esses sabonetes podem ser encontrados? Hoje, é comum em feiras de artesanato, mercados e até shoppings. A preços bem variados mesmo. Dos sabonetes industrializados, eu sugiro o da marca Taeq, que pertence ao grupo pão de açúcar. Já usei e aprovei. E mesmo tendo alergia, não senti nada de anormal. As fragrâncias são: 

  • Melissa com anis estrela
  • Sândalo e lima da Pérsia
  • Bambu e Ginseng
  • Capim limão com geléia real

P.S.: A maioria são relaxantes e estimulantes.


Consagração:
Para os sabonetes industrializados, eu não realizo consagração. Eu simplesmente me concentro no propósito e inicio meu banho. Eu medito enquanto passo ele pelo corpo, ou simplesmente a bucha com espuma. 
Para os sabonetes artesanais, eu faço uma pequena oração antes de começar a usá-lo. Eis o modelo:


Que a força e o princípio ativo dessa erva, presente de Deus à nós. Esteja presente nesse momento, que sua força divina, magia e poder, sejam emanados em todo e qualquer banho que eu fizer com esse sabonete. Para que assim eu consiga alcançar o propósito que desejo. Isso eu peço em nome de deus, (se preferir mencionar egrégoras). E que seja realizado. Que assim seja!


Lembrando que as palavras ditas acima, são somente um modelo. Uma base prá você desenvolver a sua própria. Que com sua energia, certamente será mais eficiente do que qualquer uma outra. 
De industrializados, só conheço essa marca mesmo. Mas se você for tradicionalista. Prefira os que tem o pedacinho da erva dentro...É melhor.



Abaixo eu coloco alguns links para você verificar onde pode comprar seu sabonete:








http://verderaiz.wordpress.com/sabonetes-terapeuticos-e-medicinais/

Espero que tenham gostado...
Beijos em todos!!!!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Celebrações do sagrado feminino pelo mundo - Ritos de passagem

Todos nós em algum momento da vida tivemos ou temos que viver um rito de passagem. O primeiro dia de aula, o vestibular, o primeiro emprego... Todo mundo já viveu algum momento assim. Os ritos de passagem são únicos em cada cultura. E são realizados com intuito de solidificar a comunidade. Tornando-a una em sua cultura. Assim como preparar psicologicamente o indivíduo que participa, para o novo viver. E para uma nova adaptação.

Para nós mulheres, o momento mais marcante certamente é a menstruação. A passagem para a fase adulta. A abertura do corpo para receber as mudanças, e futuramente gerar a vida. Em muitas culturas esse rito é entendido como sendo uma parte importante da vida da menina moça. E que portanto ela precisa de todo um cuidado. E também são feitas cerimoniais em celebração a esse novo ciclo. Cada povo e cultura de um jeito peculiar...


Com os índios por exemplo, as meninas ficam em uma oca, de 4 a 12 semanas. Pois acreditam que estarão protegidas contra o demônio Noo. Finalizando esse período elas podem sair da toca e são apresentadas através de danças à aldeia. A partir daí acredita-se que elas estarão prontas para a nova fase de suas vidas.

Para os muçulmanos, o fato da menina usar a burca. Simboliza que ela já passou por esse rito. E que portanto, já estaria pronta para passar por outro. Que seria o casamento. Já para os judeus, indica um período de reserva. Onde a mulher deve permanecer em casa.


Os três principais ritos de passagem femininos podem ser diretamente ligados a lua. E suas respectivas fases.


Lua nova - Menarca
Lua Crescente - Menstruação
Lua Cheia - Gestação
Lua Minguante - Menopausa


Mas nem todos são comemorados. Principalmente a fase da menopausa. Mas porquê? 
Ontem (13/08), tive algumas experiências no espaço cirandda da lua que me permitiu pensar e refletir a respeito disso. Digo mais em relação a fase anciã da mulher. A menopausa. Em uma das discussões eu cheguei a mencionar o fato de que as mulheres sentem essa fase com um pouco de dor e de perda também, pelo fato de não mais poderem gerar a vida. Algumas ainda tem a dificuldade de entender essa nova fase e de aproveitá-la com toda a sua essência. Não aceitam muito bem o novo papel que lhes é presenteado. O da anciã. Mas se pararmos para pensar, é digamos natural, até mesmo por que desde pequenas muitas delas já sabiam que o principal papel da mulher era o de gerar, amamentar e criar o filho ou filha. E quando isso lhes é "tirado". Elas ficam meio sem chão... Mas penso que de repente os médicos e médicas poderiam, digamos amenizar esse desconforto. Não somente com os tratamento hormonal, mais também com conversas explicativas a respeito. 


Minha mãe faz parte de um grupo de ginástica da 3ª  idade. E no início dessa semana, estava sem fazer nada. Então acordei cedo e resolvi ir com ela participar da aula. E confesso que gostei bastante do que vi. A professora dando dicas sobre sexualidade na maturidade, sobre comportamento e diversos assuntos relacionados a isso. Achei super bacana!!! De verdade um novo modo de ver as coisas, pelo menos prá elas. Um novo jeito de compartilhar o que está acontecendo nessa nova fase da vida de cada uma delas. E também o senso do coletivo de volta. Por que de fato. Isso anda ficando perdido por ai... Conversei hoje pela manhã com minha mãe. E vi que essa questão para ela está bem entendida. 


Ou seja, ela respeita a fase de anciã, entende que a fase gestadora já passou. E o grande desconforto para ela foram os calores e frios... (risos). Pude perceber também que ela sente falta de menstruar, não por menstruar. Mas sim por saber que isso também significava a saúde dela. E engraçado que ela ficou meio desconfiada por eu perguntar isso... (risos). 


Ontem em uma das palestras que participei ouvi de uma das palestrantes, a Marisa Petcov. Que a partir do momento que nós mulheres de agora nos inteirarmos desse sagrado que há em nós e o vivenciarmos diariamente, automaticamente estaremos mudando a nossa visão e vida no momento em que a fase anciã chegar em nossas vidas. E por que lembrei disso? Por que conversando com minha mãe também pude entender que essas questões para ela nunca foram bem resolvidas. E parando para pensar para muitas mulheres jovens como eu ainda o é. Muitas ainda tem a idéia de sofrimento. Então, o meu papel e o papel de quem está descobrindo esse sagrado, ou até mesmo de quem já é consciente e presente nele todo o tempo. É de dismistificar esse rótulo. Tirar ele de circulação para que o novo entre com tudo. E que seja despertada em nós mulheres esse novo pensar. Essa nova consciência.

Colaboração: Soraya Mariani

domingo, 14 de agosto de 2011

Ventre de vênus


Gostaria de partilhar com todos vocês um dos momentos mais importantes da minha espiritualidade...


Beijos com carinho.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Transmutação chama violeta

Estava lendo alguns artigos dia desses e li algo sobre pensamentos negativos. E concordo com o autor na parte em que ele diz que eles parecem querer nos ver na pior mesmo. Por que pare para observar e veja se não é batata! Quando você está bem, e tudo acontece conforme suas expectativas e você vai conseguindo o que deseja, vem aquele pensamento... Ai meu deus, e se isso ou aquilo não der certo. E fulano é tão perfeito, será que ele está tentando me enganar? Ai meu deus... Se há uma explicação lógica, racional, espiritual ou seja lá algo mais sobre isso. Eu sinceramente não sei. Mas dias desses eu estava sentindo algo parecido e me veio a mente a idéia de acender uma vela lilás. E pedir auxílio a Saint Germain. E estou muito agradecida de ser sido escutada. E caso algum dia você passe por isso, sugiro à você a mesma coisa. 

Você não precisará de muita coisa não. Basta se concentrar naquilo que deseja ser transmutado, realizar sua oração e acender a vela. Quer um exemplo prá ficar mais fácil?

Saint Germain, guardião da chama violeta. A chama transmutadora. Peço-vos auxílio nesse momento. Desejo agora que vossa chama violeta seja ativa e presente em minha vida. Transmutando os sentimentos negativos que me impedem de viver em paz e feliz. E de alcançar meus objetivos. 
Que o medo seja transformado em coragem, para que eu possa vencer (mencionar a situação). 
Que a insegurança seja transformada em confiança. Para que eu possa encontrar a solução para o problema(mencionar se houver). E que a fé seja minha companheira todos os dias. Isso lhe peço por vossa graça com a proteção da divina luz e de Jesus. Que assim seja!

óleos Shiva's Indian
Se quiser, poderá untar a vela com algum óleo de sua preferência. Quando fiz meus pedidos, untei com um cujo nome é chama violeta mesmo. E tem a foto de alguns da mesma marca ai do lado. Mas se tiver de rosas brancas, também poderá usar.
Assim que fizer esse simples ritual. Irá notar uma leveza espiritual muito presente e evidente. Certamente saberá decidir mais facilmente sobre o que precisar. Acredite!!!!

sábado, 6 de agosto de 2011

Palestras on line GRATUÍTAS

O site feminino essencial está promovendo um ciclo de palestras on line gratuitas. Basta acessar o site e se inscrever para o tema de seu interesse. Os temas e datas são:

  1. 08/08 - Banquete para a alma - Os celtas da Irlanda e a tradição dos festivais
  2. 15/08 - Os deuses e a mulher. Arquétipos masculinos nos relacionamentos
  3. 22/08 - As filhas de Erin - Notáveis irlandesas no mito e na história
  4. 29/08 - Ervas, plantas e bem estar - O poder do povo verde

Para confirmar o horário das palestras e informações adicionais assim como confirmar a inscrição. Encaminhar Email para:  femininoessencial@gmail.com 
IMPORTANTE: É necessário confirmar a inscrição por e-mail, pois o (a) participante receberá uma senha de acesso ao ambiente da palestra.
Para acessar o link direto com informações das palestras. Clique na imagem abaixo:

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

The Goddess tarot

Há alguns dias estava lendo um dos blogs que sigo o Tarot: Leitura e escrita e acabei clicando num dos links recomendados taroteca que tem um mooooooonte de fotos de decks lindos e maravilhosos. E não pude evitar de me apaixonar por um lindo e maravilhoso que vi lá. O the goddess tarot da Kris Waldherr. Acabei encomendando pelo Amazon, e ele já está com prazo de entrega correndo. Entre os dias 26/08 até o dia 28/09. Estará ancorando em terras brasileiras... E haja ansiedade... 

E enquanto ele não chega, vou me descobrindo com o oráculo do código do graal. Com ênfase no sagrado feminino. Estou aprendendo por exemplo, que ele é excelente para aconselhamento pessoal, às vezes mais do que os decks convencionais que conhecemos. É uma descoberta pessoal mesmo. 

Quanto as tiragens, eu me solto mais com os baralhos convencionais. Mas estou amando a cada dia as descobertas que esse novo deck me possibilita. A ultima carta foi êxtase. A síntese: Se permita viver o que está acontecendo. Seja isso bom ou ruim. Pois de uma forma ou de outra isso lhe trará novas visões e perspectivas. Te preparando para quando for preciso... Carpe diem!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Resolver problemas...

Se eu pudesse fazer em minha vida pessoal como fazia no meu trabalho. Eu certamente teria todos os meus problemas resolvidos. No trabalho, eu era prática e objetiva. O que estava errado? Como poderia mudar, e de que forma. Buscava os indicadores, colocava no relatório, fazia gráficos. E pronto! Já sabia exatamente o que teria que fazer para solucionar aquele problema ou aquele processo. Aliás, eu sempre gostei de fazer esse tipo de tarefa. Meus amigos brincam comigo falando que busco defeito em tudo... E na realidade, não deixa de ser, quer dizer. Na realidade, eu procuro fazer com que o que pode dar errado, simplesmente não ocorra. E se Murphy ainda assim insistir. Eu driblo ele com a solução...

O fato é que hoje, foi um daqueles dias, em que acordei e disse: Há algo errado. Mas o que é? O que pode ser? E sempre que isso acontece, não adianta... Tomo banhos, acendo incensos, velas, faço aquela conexão com o pessoal lá de cima... Mas nada resolve. E quando menos espero: Estoura a bomba! E nessas horas, sempre me lembro de Alvo Dumbledore e sua frase: "É frustrante"!!!

Conversei bastante com minha prima sobre isso, e acabei chegando a conclusão de que por mais que eu soubesse exatamente o que é isso que eu estou vivendo nesse momento. Eu não saberia como contornar a situação... O que é pior? Saber do que se trata e não poder fazer nada. Ou simplesmente não saber?

Lhe confesso que não sei a resposta. E por mais que eu acredite no bom e velho aprendizado. Nessa hora, fico meio borocochô com ele. Mas tudo bem, rogo forças a deus e ao universo, emano pensamentos positivos, pois eles são mais fortes que os negativos e estou aqui aguardando notícias... 

Não sei se peço para que sejam breves... Dúvidas.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Tratamento homeopático ou fitoterápico?

HOMEOPATIA
Baseada no “princípio dos semelhantes” – ou seja, todo medicamento que produz determinados sintomas também é capaz de curar manifestações parecidas causadas por doenças –, a homeopatia se tornou um dos métodos terapêuticos naturais mais conhecidos atualmente.De origem grega, o termo vem da junção das palavras homoios (semelhante) e pathos (dor ou sofrimento). Foi criado pelo médico alemão Samuel Hahnemann (1775–1843) depois que ele começou a traduzir obras médicas antigas que o levaram a realizar experiências com medicamentos naturais – os quais, por sinal, testava em si mesmo.

O processo de preparação da medicação homeopática se dá pela diluição da substância vegetal que, em seguida, é dinamizada, para que se consiga extrair desta a energia vital e, com ela, suas qualidades superiores de cura.

De acordo com o dr. Alexander Jorge Saliba – clínico geral e pediatra com título de especialista em homeopatia –, essa técnica terapêutica pode devolver aos indivíduos a capacidade de perceber o que estão fazendo a si mesmos para, com isto, cessar o círculo vicioso do retorno negativo. “A grande vantagem da homeopatia”, diz o médico, “é que ela irá incentivar o organismo a produzir reações que vão parar com o processo de doença e, assim, a normalidade terminará por vencer a anormalidade das enfermidades”.

Segundo ele, a homeopatia é um dos métodos mais eficientes para se tratar problemas do cotidiano como as dores de cabeça, estresse, insônia ou dores musculares, pois eles nada mais são do que o resultado da enorme pressão que nós mesmos exercemos sobre o organismo como um todo. “Há muito o ser humano ultrapassou a capacidade aceitável de gerenciar tantos problemas e tantas situações angustiantes e desgastantes”, ele declara. 


FITOTERAPIA


Proveniente dos vocábulos gregos therapeia, que significa “tratamento”, e phyton, “vegetal”, a fitoterapia é uma técnica que utiliza o extrato de algumas plantas para tratar doenças e auxiliar na recuperação dos pacientes.


    Totalmente natural, esse processo terapêutico ocorre porque as ervas tidas como medicinais contêm boa parte dos micronutrientes que são encontrados nos alimentos, como as vitaminas e os sais minerais, fazendo com que o corpo reaja de maneira satisfatória à sua utilização e, assim, fique mais saudável. Além disso, as plantas e ervas também possuem substâncias chamadas fitonutrientes, que auxiliam no fortalecimento de nossa saúde.



Os dois tratamentos são a base de plantas e ervas medicinais. No entanto, os tratamentos homeopáticos são usados para estimular a capacidade de cura do organismo. E os fitoterápicos também. No entanto, com a concentração do composto de erva em maior quantidade do que o que aplica a homeopatia.


Lembrando, antes de optar por algum. Você deve procurar um especialista.


Fonte: Revista sexto sentido

Incentive seus filhos a cultivar um jardim

Mexer na terra, ver as plantas crescendo e acompanhar o nascimento das flores e de cada folhinha: as crianças, desde cedo, curtem brincar de jardineiro. Um espaço grande é o sonho da família que adora as atividades ao ar livre - algumas vezes, é até possível cultivar árvores frutíferas. Mas a falta de espaço não é desculpa para ficar de fora: uma pequena floreira na varanda ou até um vaso valem como alternativa para o plantio. 
"Para as crianças, o ideal é montar um jardim com plantas de crescimento rápido. Elas não têm paciência para esperar demais e precisam ver que o trabalho está dando resultado", afirma a paisagista Lenita Carvalho. "O alpiste, que serve de comida aos passarinhos, é uma boa opção para o início. Depois de três dias de cuidados, as sementes já começam a germinar". Mas o dia do plantio é somente uma das etapas para ter um jardim bonito: desde a montagem até a manutenção, é possível encontrar tarefas que envolvam a turminha na formação de um espaço que vai deixar a casa cada vez mais alegre. A seguir, veja as dicas da paisagista para embarcar nessa aventura de amor à natureza. 
Crianças Jardim - Foto: Getty Images
Seleção do material: convide a criança para participar desde o começo. Terra, adubo e um vaso ou floreira formam o kit básico do pequeno jardineiro. Remexer pequenas quantidades de terra pede uma mini-pá. "Mas o ideal é usar as mãos e transmitir ao solo a sua energia, aumentando a intimidade com a natureza", afirma a paisagista.

Hora de regaro melhor momento para regar as plantas é no começo dia, quando o sol ainda não está muito quente. Um regador pequeno e leve facilita esta atividade para os bracinhos frágeis das crianças.Folhas secas e murchas: para embelezar seu jardim, você pode reservar um dia para arrancar as folhas secas, murchas ou doentes. Os adultos fazem isso com uma tesoura de poda e as crianças ajudam usando as mãos. As folhas velhas, que não estejam danificadas por pragas, podem servir para produção de adubo orgânico (veja mais abaixo). As folhas secas sobre a terra também ajudam a preservar a umidade nos dias quentes ou quando falta tempo para regar as plantas.  
Ervas daninhas: um olhar atento identifica as intrusas que podem prejudicar o crescimento das suas plantas. Mostre as características delas para as crianças e, juntos, eliminem as inimigas. Plaquinhas: sempre que plantar novas sementes ou mudas, faça uma plaquinha com o nome da planta e da aplicação dela, quando houver. A dica é especialmente válida para as hortas. "Para as crianças, também recomendo acrescentar uma foto da planta adulta", sugere Lenita.
Sementes ou mudas: o ideal é conciliar os dois. Algumas sementes apresentam crescimento rápido e são indicadas para incentivar o envolvimento das crianças com a jardinagem: é o caso do alpiste, da melancia e dos grãos de feijão, por exemplo. Algumas mudas de flores, entretanto, deixam seu espaço mais alegre. A flor conhecida popularmente como beijo cresce facilmente e não demanda muitos cuidados. "Ela existe em várias cores: branco, tons de rosa e coral. Fica linda e convive bem com outras plantas", afirma a paisagista.
Minhocas: elas são amigas de um jardim bem cuidado. Ajudam a arejar a terra e impedem que a água se acumule na terra, apodrecendo as raízes. Esses animais também produzem nutrientes que são úteis para o crescimento das plantas. Fale sobre isso com as crianças, evitando sustos ou ataques de nojo. Cuidados com as mãos: mesmo que você tenha feito escolhas inofensivas para o seu jardim, é importante alertar as crianças para a higiene das mãos após cuidar das plantas, evitando a contaminação por vermes ou algum tipo de alergia. Se achar mais seguro, compre luvas plásticas e inclua o acessório no seu kit básico de jardinagem. 
Como fazer adubo orgânico: O adubo natural, além de barato, tem ótima qualidade e incentiva o aproveitamento do material orgânico no seu jardim. Cascas de árvores, folhas secas ou murchas podem fazer parte do composto. O mesmo vale para restos e cascas de alimentos, que podem ser colocados num vaso ou diretamente no jardim. Alterne camadas do material com terra e regue a mistura, para deixá-la sempre úmida. "Também é importante remexer a terra, para que a decomposição ocorra de forma semelhante em toda extensão da sua compostagem", ensina a paisagista. Isso acontece em cerca de três meses. 

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Avalon 2011


  • Palestras com diversos profissionais sobre magia, idade média e outros.
  • Presença de oraculistas
  • Dança circular
  • Feira mística e sorteio de brindes
Data: 13 e 14 de agosto de 2011
Horário: no sábado, das 11hs às 20hs e no domingo das 11hs às 18hs
Local: Espaço Faces da Lua 
Telefone: (11) 2306-1751
Rua Colônia da Glória, 414 - Vila Mariana - SP
Preço de entrada: R$35,00 por dia / R$50,00 pelos dois dias – 
VENDAS SOMENTE ANTECIPADO