Pesquisar

Carregando...

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Poção Violeta

Indicada para sentimentos de cansaço, perda de energia, abatimentos e desânimo. Também funciona como purificador e limpador de aura. Protege contra energias negativas e afasta entidades indesejáveis.

1/2 litro de água mineral
7 gotas de essência de rosa branca
7 rosas brancas
Essencia de lírio (o quanto desejar)
Uma ametista
Corante Violeta
Três velas violetas 
Um incenso de rosas

Num momento em que seu coração estiver calmo, faça uma prece e comece a fazer a poção. Acenda as velas em triângulo e o incenso. Colocando próximos ao local onde você fará a poção.
Use um recipiente de vidro (não use plástico ou alumínio). Coloque as essências no recipiente de vidro, pedindo a chama violeta e ao mestre responsável Saint Germain para que a chama violeta seja manifestada e possa te auxiliar na fabricação dessa poção. Coloque a ametista dentro da mistura e acrescente o corante. Despetale as rosas e coloque dentro da poção.
Imponha suas mãos em direção a poção e peça auxilio a Saint Germain e sua egrégora para que a poção seja consagrada através da divindade manifestada por você.
Deixe a poção no meio das velas até que elas apaguem. E assim que isso acontecer, retire a ametista e coe as pétalas passando a poção para um vidro de perfume virgem. Guarde em cima do seu altar. Essa poção também pode ser usada em banhos de purificação, purificador de ambientes e em sachês aromatizadores para carros.

Almanaque Wicca 2010.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Bruxas verde modernas - Do blog witchclubhouse


No mês de Julho foi celebrado a famosa Rainha egípcia Hatshepsut, considerada uma representação da Deusa da Cura. Viveu na 18o dinastia, em 1490 a.c. e construiu vários templos dedicadas à Deusa. Na Irlanda, este é o dia considerado muito favorável à colheita de ervas curativas. Homenageia-se Airmid, a deusa da cura e da magia, guardiã da fonte sagrada da saúde. Na Bélgica, ocorre celebrações e procissões das curandeiras e feiticeiras.

As Bruxas sempre foram vistas como curandeiras do povo, sempre beneficiando as comunidades em que viviam. Eram as parteiras, as curandeiras, enfim, as médicas dos vilarejos, onde seus moradores confiavam e acreditavam. A Tradição Verde na Wicca originou-se de um estilo de uma “tradição familiar”e é literalmente secular. As Bruxas de antigamente usavam da tradição das ervas locais para tratar medicinalmente a sua família e os seu vizinhos. Nenhum bruxo verde escolheu seguir essa tradição, eram verdes por causa da necessidade do estilo de vida que promovia uma afinidade natural com a terra e suas fontes. As Bruxas Verdes tem uma longa história de autonomia e independência. Na maioria dos casos, tinham que depender de si mesmas ou de seus vizinhos para o que precisassem. Esta era uma Tradição de orientação verbal e familiar e é duvidoso que estas pessoas pertencessem a grupos e covens, a menos que alguém se considerasse uma família de imediato, ou um grupo ou covens estruturado. Na verdade, em vários períodos através da história, formar grupos grandes teria literalmente sido perigoso devido a perseguição que teriam que combater.

Por causa das Bruxas Verdes serem tão sintonizadas com a natureza, elas provavelmente observavam as fases da lua e as passagens das estações. Não existia rituais específicos para cada sabbats ou esbats pois suas vidas diárias já eram um ritual. Elas incorporaram sua Bruxaria em suas atividades diárias como cozinhar, limpar, costurar, com a jardinagem, a cura, o nascimento de nenéns e etc.

Hoje, o que torna uma Bruxa Verde é a descendência de uma “Bruxa de cozinha” ou uma decisão consciente de focalizar a pessoa ou as energias dos covens na natureza. O importante é alinhar suas energias com a Mãe Natureza fazendo venerações aos deuses e deusas da terra.

O ativismo político não é uma exigência da Bruxaria Verde, mas ser auxiliar dela. É muito comum que um praticante verde seja um consumidor verde. Nossos avós provavelmente estavam mais em contato com a terra do que nós estamos hoje porque eles passaram pela depressão (crise econômica) que o fizeram mais conscientes da importância de não gastar recursos naturais. É claro que temos vidas bem diferentes das que nossos avós ancestrais tiveram. Em épocas mais simples o lema era: Invente ou gaste pelo uso, consuma ou faça sem”. Este ainda é um lema válido para as Bruxas Verdes modernas. No caminho verde não existe regra ou manual a ser seguido. Viver o Verde, hoje, geralmente significa viver uma vida simples consciente e autêntica.

As Bruxas Verdes são amigas da terra, são recicladoras, tem um trabalho de reconhecimento das ervas e óleos, preferem um caminho natural para a saúde e a cura.

Não existe nenhum manual ou regras de como ser uma Bruxa Verde, mas abaixo deixo alguns conselhos que fazem a diferença:

Uma pessoa sempre faz a diferença! – Dê auxílio às organizações verdes!
Crie um grupo de pessoas para troca de conhecimentos
Pratique aquilo que você ensina;
Ouça sua voz interior sempre;
Recicle;
Respeite o planeta terra;
Não acredite em tudo que aparece na TV;
Reverencie a natureza em todas as suas manifestações


Por Adriana Zampolli

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Tempo, tempo, tempo, tempo...





Gentem! Eu devo um pedido de desculpas. Estou tão, mas tão atarefada que não estou conseguindo postar assuntos para nossas conversas aqui no blog. Só ando mantendo as atualizações do perfil do facebook. Até mesmo por que é bem rapidinho postar assuntos por lá.

Estou montando assuntos interessantes para conversarmos por aqui, e isso demanda um pouco de tempo. Pois preciso estudar, tirar dúvidas com outros profissionais do setor... justamente para colocar algo com credibilidade. 

Então meninos e meninas, esse é apenas um lembrete à vocês de que não esqueci de nossas conversas, e que apenas estou tentando me reorganizar... Sabem que ser bruxa nesses tempos modernos também requer um pouco de prática e habilidade... (risos). Mas eu chego lá! Vou tentar postar logo agora no próximo fim de semana algum assunto mais curtinho só prá gente não perder o contato.

Bjos, bjos e bjos.

Ametista.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Feira Mística Cida Godoy

FEIRA MÍSTICA NO ESPAÇO CYDA GODOY  dia 20/11/11 á partir das 10hs
Atendimentos: Baralho Cigano, Borra de Café, Cone Hindú, Leitura de mão, Limpeza Xamânica/Ritual do tambor, Tarô Cámico, Terapia com cristais e Artesanato Indígena.

Localização
Espaço Cyda Godoy
R. Tijuco Preto, 1044 - Tatuapé / SP
Tel: (11) 2296-9090
Próximo ao metrô Carrão

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Abertura de portal - 11/11

Gentem, creio que todos já sabem do portal que se abre amanhã, exatamente às 11h11. No horário de Brasília. Então é importante que saibam a finalidade desse portal, que é abrir a consciência das pessoas em relação a sua dívida cármica, a sua espiritualidade adormecida (ou deixada de lado). E que se tratando de um assunto cármico, é uma excelente data para pedidos e relizações de desejos. Agora um aviso aos médiuns, estejam preparados pois mensagens podem chegar sem aviso. E de uma maneira mais brusca do que o normal.
Algumas pessoas já sentiam essa vibração há algumas semanas. Eu por exemplo, fiquei 02 semanas acordando todos os dias 03h da manhã, e sem conseguir dormir depois. E de ontem prá hoje, estou sentindo mais forte ainda. Com muita tosse e o nariz congestionado. Quase ficando sem voz...
Finalizando as dicas. Não se esqueçam que estamos no horário de verão, então a abertura do portal será exatamente às 12h11. Pois no horário normal sem ser o de verão, seria 11h11.
O meu amigo mago publicou em seu blog alguns "sintomas" que podem ser sentidos nesse momento. Dentre eles estão:

Sentimento de profunda gratidão;
Término de relacionamentos e empregos;
Momentos de profunda tristeza e vazio;
Desfecho de situações que levam a crer no caos em sua vida.
Bom, amanhã no horário combinado estarei meditando, e inclusive hoje de noite comecarei com reiki e depois com meditação com cristais. 
O ritual de amanhã pede que você aja com o coração. Então se quiser escrever num papel as coisas que mais te incomodam em relação a sua vida, aquelas coisas que te prejudicam, as situações repetitivas por exemplo. O faça. Acenda uma vela branca, e tenha no peito o sentimento de gratidão. Pois você foi preparado prá passar por tudo aquilo, e se conseguiu. Significa que teve mérito e proteção divina. As coisas que ficaram para trás, ficaram. Se permita e se prepare para o novo.


terça-feira, 1 de novembro de 2011

A bruxa e os livros

Os livros sempre nos acompanham...Desde o início da nossa vida escolar e pela vida inteira. Afinal, ler e aprender faz parte. E para as bruxas não poderia ser diferente. Me lembro que quando comecei meus estudos de bruxaria e magia. Me sentia um pouco como o nino do filme Castelo ra-tim-bum. Se lembram? Ele não sabia o que colocar no livro de feitiços, e achava que nunca seria um bruxo completo... (risos). Pois bem, eu me sentia um pouco assim também. Mas resolvi fazer um grimório diferenciado (como tudo que me proponho a fazer) Então comecei a colocar recortes, escrever com canetas coloridas, colar fotos e montagens na capa... E ficou um grimório suuuuuuper lindo de bacana! Colocava tudo, sonhos, feitiços (acabei desenvolvendo uma habilidade danada de boa para elaborar rituais e feitiços). Hoje já estou no meu segundo grimório, e seguindo a mesma linha de criatividade (risos).

Grimório de cozinha - Nesse livro, a bruxa coloca todas as suas experiências mágicas relacionadas a culinária. São dicas, rituais e encantamentos que podem ser feitos na cozinha ou na casa, e que se relacionam ou não, diretamente com a elaboração de alimentos. Confesso que é uma delícia ter um grimório de cozinha... Antes eu não concebia muito bem essa idéia, comecei a organizar um assim que resolvi formar um grupo de estudo no facebbok o "Bruxas de Cozinha", e também o blog "A cozinha da bruxa". Conversar sobre esse assunto, me fascina! Aliás, estejam todos (as) convidados (as).

Livro dos sonhos -
Em geral, essas informações podem também ser anotadas no grimório. Mas nada impede você de ter um livro onde registre somente essas informações. Seria mais organizado, mas eu ainda prefiro o grimório mesmo.

Livro de cura - Acho muito importante a elaboração desse livro. Não somente para quem trabalha com terapias de cura. Mas um tarólogo com certeza pode organizar um livro com essa finalidade. Anotar o progresso do consulente, as conversas, as tiradas, os insights, as sugestões... Enfim. Tudo relacionado àquela cura. Acho bacana mesmo.


E você tem todos os livros? Se animou em elaborar algum em especial? Vamos trocar experiências a respeito disso. 


Beijos encantados.

Ametista.